Precisa-se de sonho

árvore gaelle aum mic

Precisava ter uma lei, pelo tempo da vida toda, proibindo o sonho da gente de ir-se embora sozinho.

Sem ele, a gente fica pequeno, se arrasta pela vida em terreno árido, sente a quentura do chão feito brasa na sola do pé. Sem ele, viver é desenho sem lápis de cor.  

Se tem o sonho, a gente faz passeio de nuvem, avista Sol e chuva colorindo arco-íris, e pensa que se correr, alcança o pote de ouro antes do vento o levar pra longe. É doce a vida sonhada, é repleta de melodia como o sopro mágico do flautista.

Quando se esconde, deixa a gente morrendo de fome, e a fome é cheia de medo. Tem um buraco grande que se vê por dentro, um poço sem tampa, sem fundo, sem pena. O poço é um lobisomem comendo o sonhar da gente.

Precisava que o vento amigo soprasse, todos os dias, o sonho pra perto da gente.

Milene Lima

Anúncios