À espera do biblioburro – slideshare descarregável

Anúncios

A Senhora dos livros

A minha família e eu vivemos num sítio pertinho do céu. A nossa casa fica situada num local tão alto que quase nunca vemos ninguém, a não ser falcões a planar e animais a esconder-se por entre as árvores.
Chamo-me Cal e não sou nem o mais velho nem o mais novo dos irmãos. Mas, como sou o rapaz mais velho, ajudo o meu pai a lavrar e a ir buscar as ovelhas quando, às vezes, elas se escapam. Também me acontece trazer a vaca para casa ao pôr-do-sol, e ainda bem que o faço. É que a minha irmã Lark passa o dia todo a ler. Continue reading “A Senhora dos livros”

A semente e os frutos

A literatura para crianças é como uma semente de palmeira que, há mais de seis meses, um africano me vendeu, ali, para os lados do Martim Moniz. Num cesto pequenino tinha dez sementes ovais, duras, quase esquecidas. Era o seu negócio, tudo o que possuía, possivelmente o que lhe restava do seu país de sol e florestas onde talvez não regresse mais. Afagava as sementes, tocava-lhes e garantia: Continue reading “A semente e os frutos”

Três portas principais

Ler e imaginar são duas das três portas principais — a curiosidade é a terceira — por onde se acede ao conhecimento das coisas.

Sem antes ter aberto de par em par as portas da imaginação, da curiosidade e da leitura — não esqueçamos que quem diz leitura diz estudo—, não se vai muito longe na compreensão do mundo e de si mesmo. Continue reading “Três portas principais”

Ler e imaginar

Ler também é uma fuga do aqui e do agora. Abra a primeira página de um livro e estará frente a um mundo diferente do seu. Este efeito é semelhante ao que acontece no cinema ou na televisão, mas com a leitura é mais emocional e pessoal. Você relaciona-se com a narrativa tão de perto que quem recria as cenas e as personagens é você mesmo, usando a sua imaginação. Continue reading “Ler e imaginar”

WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: