Responsabilidade

anne coração f

Era eu uma caloira na faculdade quando conheci os White. Embora fossem completamente diferentes da minha família, senti-me de imediato à vontade com eles. Jane White e eu ficámos amigas na escola, e a família dela recebeu-me a mim, uma estranha, como se eu fosse uma prima há muito desaparecida…

Continuar a ler

O Tao da teia

teia aranha px

HÁ ALGUNS ANOS – e posso precisar a data em 1992, não apenas porque registrei o fato em meu diário, mas porque sei que estava convalescendo, num processo de tratamento de uma doença grave que dividiu minha vida em antes e depois – eu estava numa manhã de julho em casa em Manguinhos, sozinha com Luísa, minha filha, então com nove anos. Continuar a ler

A árvore Emily

corações árvore m

 

 As crianças não te recordarão pelas coisas materiais que lhes proporcionaste,
mas pelos sentimentos que com elas partilhaste.

Gail Sweet 

O dia começou como muitos outros. Eu andava sempre a correr, tentando fazer muito mais do que cabia nas vinte e quatro horas do dia, não dando atenção a ninguém ou a nada. Parecia que os filhos estavam sempre a ensarilhar-se nos meus pés e, aos quatro anos e aos dezoito meses de idade, claro que estavam, outra coisa não seria de esperar.

Continuar a ler